Fotografia de parto: como tudo começou

“A fotografia entrega a alma. Ela dá vida às histórias das pessoas. Dá poesia a vidas comuns. E todo mundo gosta de dar-se conta que tem, dentro de si, a poesia”.
Essa e outras confissões minhas na reportagem do Click Câmera. O site abriu um espaço bem legal (um espação, na verdade) pra eu falar sobre meu trabalho com a fotografia de parto. Lá eu conto como essa história toda começou e que frutos deu até agora. O Parto Delas está lá também.

click_camera

Abertura da exposição Parto Delas em Curitiba

O parto é transgressor. Você nada contra a corrente para se apropriar do seu parto. Você se assume como mulher.
Desejo que existam cada vez mais mulheres transgressoras por aí. A exposição Parto Delas é minha contribuição para que isso aconteça. Não foi ver ainda? Então dá uma olhada neste vídeo e sente o gostinho. Nele eu conto sobre os valores que me inspiram a fotografar mulheres atendidas pelo SUS. E tem muita gente bacana que esteve na abertura da exposição, em abril, falando sobre o meu trabalho.
A exposição fica até o dia 14 de maio no Museu da Imagem e do Som do Paraná. A edição das imagens da exposição foi feita pela talentosa Priscila Forone.
Você apoia o parto humanizado no SUS? Então assopra esta semente e compartilha o vídeo.

video_expo

De volta à Editora Abril

A Editora Abril foi meu primeiro emprego como jornalista. Fiz grandes amigos por lá, vivi experiências incríveis. Caso de amor eterno com essa editora.
É muito legal ver que, 17 anos depois, de repórter passei a ser notícia. Reportagem no site da Revista Vida Simples sobre a exposição Parto Delas.
Ainda não foi ver? Não perde, não! Até 14 de maio no Museu da Imagem e do Som do Paraná.

Se a vida pode ser simples, o parto também deve ser.

face_vida_simples_recortevida_simples_marco2017_recorte

Exposição no Museu da Imagem e do Som

Tenho hoje um convite muito especial para fazer para todo mundo que tem acompanhado meu trabalho com a fotografia de parto humanizado. Há quase um ano mergulhei em um mundo fascinante. A Maternidade Bairro Novo, em Curitiba, onde desenvolvo meu projeto de fotografia documental, me transformou como pessoa e tem me realizado muitíssimo como fotógrafa. A convite do Museu da Imagem e do Som do Paraná estarei expondo meu trabalho. A mostra faz parte da programação do Mês da Mulher da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná. Me sinto honrada por participar de algo que engrandece e valoriza a mulher.
Nunca é demais agradecer a toda a equipe do Bairro Novo, que me recebeu de braços abertos. Vocês são incríveis. Agradeço também à minha querida amiga Priscila Forone, que com tanto talento e sensibilidade fez a edição das imagens que serão expostas.

Na foto, Juliana Valente Fernandes.convite_expo_MIS